Paraná é estado em que mais aumenta o índice de analfabetismo no Brasil

Foto: Revista Veja.

Este domingo (8) foi o dia internacional da alfabetização, data instituída pela Organização das Nações Unidas para a educação, ciência e cultura (UNESCO), no século passado (em 1966), para incentivar o pleno letramento da população internacional. Para o Paraná, no entanto, a data não traz motivos para celebração, mas para preocupação, se considerados os dados mais recentes.

Na contramão do que se verifica a nível nacional, o estado viu crescer significativamente entre 2016 e 2018 a taxa de analfabetismo e o contingente de analfabetos dentro da população com idade acima de 15 anos. É o que revelam dados da pesquisa nacional por amostra de domicílios contínua educação 2018 (PNAD Educação), divulgada em junho último pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Brasil, entre 2016 e 2018, viu o contingente de analfabetos cair em todo o país de 11,671 milhões para 11,253 milhões (-418.306). O Paraná, por outro lado, registrou aumento na população de analfabetos, que passou de 401.510 para 454.491 (acréscimo de 13,47%).

Isso coloca o estado como aquele que mais viu crescer o número de pessoas que não sabem ler ou escrever, seguido por Mato Grosso (+ 22.827) e Amapá (+ 9.527). Por outro lado, Ceará (-98.706) e São Paulo (-63.388) foram os estados que mais reduziram a população em situação de analfabetismo.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *